Clareamento

1QUAIS OS TIPOS DE CLAREAMENTO DENTAL?
Sempre sob a supervisão de um profissional, podem ser feitas duas maneiras de clareamento dental:
 Clareamento no consultório, quando o dentista faz, em uma ou duas sessões, a consulta para aplicação do gel e laser. Clareamento auto-aplicável (ou caseiro), quando o gel é colocado dentro de moldeiras de silicone, confeccionadas pelo dentista, individualizadas para cada paciente realizar a aplicação em casa. Caso o profissional avalie necessário, pode-se combinar ainda as duas técnicas.
2QUANTO CUSTA O CLAREAMENTO DOS DENTES?
O valor depende inicialmente da capacitação e experiência técnica do profissional que irá realizar, além do método que será utilizado (caseiro, consultório ou misto). A marca do gel clareador e a quantidade de gel fornecida pelo profissional interferem diretamente no preço. Desconfie sempre de valores abaixo da média praticada pelos profissionais especialistas na área.
3O CLAREAMENTO DENTAL ENFRAQUECE OU ESTRAGA OS DENTES?
O clareamento dental não interfere ou afeta a estrutura dos dentes. Logo, não há perda de resistência ou nenhum o enfraquecimento deles.
4O CLAREAMENTO DENTAL CAUSA ALGUM DANO À GENGIVA OU PODE QUEIMAR A GARGANTA OU LÍNGUA?
Mais uma vez, observa-se a importância do acompanhamento profissional. Quando o clareamento for realizado em casa, serão confeccionadas placas de silicone individualizadas para o paciente, que protegem do escoamento para a gengiva e outras estruturas. Para o clareamento no consultório, o dentista usa uma resina para proteger toda a gengiva, evitando qualquer risco.
5O CLAREAMENTO DENTAL PODE PROVOCAR O DESENVOLVIMENTO DE CÂNCER OU DE ALGUM OUTRO PROBLEMA DE SAÚDE?
Não existem bases científicas sobre essas informações.
A ADA (American Dental Association) e a ANVISA aprovam o uso das substâncias clareadoras, desde que prescritas e usadas corretamente durante o tratamento, sob a supervisão de um Dentista.
Assim como os produtos usados na Medicina, não há nenhum prejuízo para a Saúde se o uso for acompanhado pelo profissional.
6FEITO O CLAREAMENTO DENTAL, EU NUNCA MAIS PODEREI TOMAR CAFÉ OU COMER MAIS NADA COM CORANTES?
Não é bem assim. O Clareamento Dental ocorre pela ação de despigmentação (clareamento) dos dentes por um gel de contato. Durante o clareamento, deve-se evitar a ingestão de alimentos fortemente corados mas, ao final, pode-se voltar a consumir todo tipo de alimento.
7O CLAREAMENTO DENTAL DÓI?
O clareamento dental é realizado pelo contato de um gel com a superfície dos dentes. Durante o período em que o gel está sendo aplicado, pode haver um incômodo por aumento na sensibilidade. Feito da maneira correta e com a supervisão do Dentista, este incômodo passa ao término do tratamento clareador. Além disso, produtos pra dessensibilização podem ser prescritos quando necessário.
8O CLAREAMENTO DENTAL PODE SER FEITO DE QUANTO EM QUANTO TEMPO?
Recomenda-se que se dê um intervalo de 12 a 18 meses, no mínimo, entre um clareamento e outro.
9O CLAREAMENTO DENTAL PODE SER FEITO EM QUALQUER IDADE?
O clareamento deve ser realizado somente em pacientes a partir dos 16 anos. Inicialmente, porque os dentes ainda estão mais brancos. Segundo, porque deve-se esperar a presença da completa dentição permanente e por último, deve ser avaliada a real necessidade do clareamento em pacientes tão jovens. Não há idade máxima limite para o clareamento dental.
10O CLAREAMENTO DENTAL PODE PREJUDICAR OU INTERFERIR EM OUTROS TRATAMENTOS FEITOS ANTES, TIPO COROAS OU RESINAS?
Não. Após a consulta de avaliação, o profissional observará quais tipos de superfícies devem ser clareadas. Resinas de restaurações, coroas de porcelana sobre dentes ou sobre implantes e outros materiais não serão clareadas pelos agentes clareadores. Principalmente nas áreas estéticas, talvez estas precisem ser trocadas após o tratamento.
11OS DENTES CLAREADOS PODEM VOLTAR A AMARELAR OU ESCURECER NOVAMENTE?
Sim, mas não como eram antes. Uma vez removidas as manchas antigas, estas não voltam mais. Deve-se fazer um acompanhamento periódico com o dentista. Pacientes que consomem com maior frequência alimentos mais corados (café, vinhos, beterraba, molho de tomate, etc.) ou pacientes fumantes podem fazer manutenções profiláticas e possíveis retornos para clareamento.
12EXISTEM CONTRA-INDICAÇÕES PARA O CLAREAMENTO?
Por precaução, deve-se evitar o tratamento em gestantes e lactantes. Além disso, alguns fatores dentários e/ou alguns hábitos do paciente podem dificultar ou até contra-indicar o clareamento. Para avaliar esses fatores, é importante que tratamento sempre tenha o acompanhamento de um profissional, para evitar danos ou prejuízos à saúde do paciente.
13QUANTO TEMPO DEMORA O TRATAMENTO PARA O CLAREAMENTO DENTAL?
O tempo de tratamento varia de paciente para paciente. Dependendo da avaliação de cada paciente, da natureza das manchas, do método utilizado e da colaboração e comprometimento do paciente com seu tratamento, principalmente com o método de clareamento caseiro. Normalmente, 2 sessões, uma por semana, para o clareamento realizado no consultório, ou 3 a 4 semanas para o clareamento feito pelo paciente, em casa.
14OS CREMES DENTAIS REALMENTE CLAREAM OS DENTES?
Os cremes dentais não clareiam o dente da mesma forma que os géis específicos para branqueamento. Os que os cremes fazem é apenas remover algumas manchas provenientes de alimentos que estão depositadas sobre o esmalte do dente.
15ÓLEO DE CÔCO, BICARBONATO DE COZINHA E OUTROS PRODUTOS NATURAIS QUE APARECEM NA TV REALMENTE BRANQUEIAM OS DENTES?
Não. Além de não haver nenhuma base científica que comprove isso, algumas destas substâncias podem manchar os dentes, ou mesmo arranhar a superfície do esmalte, tornando-o mais suscetível ao manchamento.
WhatsApp chat

Marque sua consulta

Data preferencial:
ou agende através do WhatsApp (32) 98443-8701